Buscar

PROJETO DE CONSERVAÇÃO, MODERNIZAÇÃO E ACESSIBILIDADE DA SEDE DO CIB/SC

Um presente para a cidade:

Prédio histórico do Círculo Italiano em Florianópolis será restaurado.


Projeto realizado pelo Governo do estado de Santa Catarina, por meio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), com recursos do Prêmio Elisabete Anderle de Apoio à Cultura∕Patrimônio Cultural– Edição 2019.



O antigo prédio histórico que abriga a sede do Círculo Ítalo Brasileiro de Santa Catarina (CIB/SC), localizado junto à Praça XV, será recuperado através de um projeto arquitetônico de conservação, modernização e acessibilidade. O casarão é do início do século XX mas ainda conserva características originais da época. O conjunto arquitetônico, que inclui a casa e as construções em seu entorno, é tão importante que foi um dos primeiros a serem tombados pelo Serviço do Patrimônio Histórico, Artístico e Natural de Florianópolis.



Habilitado e contemplado com o Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura/Patrimônio Cultural – Edição 2019, sob a inscrição #25191545, o CIB/SC pode dar partida aos trabalhos contratando inicialmente o projeto arquitetônico, que deverá ser aprovado pela prefeitura de Florianópolis. Numa próxima fase, serão desenvolvidos os demais projetos que permitam a execução total da obra de restauro.





“O projeto arquitetônico de restauro e conservação é um presente à cidade de Florianópolis”, destaca o presidente do CIB/SC, Mauro Bresolin. A novidade também é comemorada por Alessandra Carioni, que já foi presidente da instituição e atualmente responde pela vice-presidência: “A sede do CIBSC pertence ao patrimônio arquitetônico da cidade e devemos participar de sua conservação”.



Patrimônio histórico valorizado - O projeto arquitetônico, de autoria da arquiteta Lilian Mendonça, através da empresa Prospectiva, deverá incorporar algumas ações que serão definidas junto à Fundação Catarinense de Cultura, prevendo sua divulgação para que o público conheça um pouco mais sobre o processo de restauro. Lilian ressalta que "reabilitar a sede do CIB/SC significa, além da recuperação e conservação física, a permanência de um espaço tradicional de trocas sociais e culturais, muito significativo para a preservação da identidade urbana da área central de Florianópolis".



A coordenação técnica, pelo CIB/SC, é realizada pela arquiteta Vanessa Maria Pereira, que observa a importância da “valorização de uma das edificações mais antigas de Florianópolis, que passou por transformações importantes ao longo dos séculos”.



Sobre o prédio, também denominado Casa D’Itália, sede do CIB/SC onde principalmente são ministrados os cursos de Língua Italiana, ocorrem muitas manifestações sociais, artísticas e culturais, como palestras, cursos extracurriculares, de gastronomia, exposições de artes plásticas, fotografia e lançamentos literários, a arquiteta comenta que mesmo sendo secular, a edificação “resiste ao tempo e tem ampla capacidade de atender a comunidade com conforto e segurança, desde que bem conservada e devidamente modernizada”. Para ela, o projeto representa “ mais um incentivo à valorização da área que vem passando por importantes transformações nos últimos anos”, referindo-se ao conjunto de construções históricas em frente à Praça XV, que chama a atenção da população local e de milhares de turistas que visitam a cidade anualmente.



Saiba mais sobre as profissionais envolvidas no projeto:


Vanessa Maria Pereira

Arquiteta e urbanista graduada em Arquitetura e Urbanismo (2003) e pós-graduada, em nível de mestrado, em Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade (2008), ambos pela UFSC, e doutoranda em Conservação e Restauro pelo Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFBA. Entre outras funções, foi chefe do Escritório Técnico do IPHAN em São Francisco do Sul/SC (2004/2006), Chefe da Divisão Técnica do IPHAN/SC (2012/2013). Vanessa desenvolveu e coordenou projetos de arquitetura e restauração na área de preservação do patrimônio cultural. Foi superintendente do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF) e diretora de Preservação do Patrimônio Cultural da Fundação Catarinense de Cultura, onde atuou nas áreas de patrimônio material, imaterial, museus e bibliotecas. Atualmente, entre outras atividades, coordena, além do projeto do CIB/SC, o projeto contemplado pelo Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2019, realizado pelo Governo do estado de Santa Catarina, por meio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC): “Arquitetura Neocolonial em SC: do erudito ao popular”.


Laís Soares Pereira Simon

Conservadora-restauradora e empresária. Proprietária da Três Parcas que atua com projetos e execuções de intervenções de restauro de bens móveis e integrados de patrimônios tombados. Atuou no restauro dos principais bens tombados de Florianópolis, como: Catedral de Florianópolis, Igreja Matriz de São José, Igreja da Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, Igreja Nossa Senhora da Lapa, Igreja Nossa Senhora das Necessidades, Casa de Câmara e Cadeia, Casa Bocaiúva, Casa Dr. Oswaldo Cabral, Antigo Asilo São Vicente de Paulo, Antiga Escola Alemã, Museu Victor Meirelles. E por Santa Catarina, como: Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Indaial, Casa Barzan em Orleans, Igreja Nossa Senhora da Piedade em Governador Celso Ramos, Igreja de São Joaquim em Garopaba, Igreja de Sant`Ana em Imbituba, Igreja Bom Jesus do Socorro em Pescaria Brava e Igreja Nossa Senhora da Conceição em Urussanga.


Lilian Mendonça

Mestre em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), onde também cursou Arquitetura e Urbanismo. Atualmente à frente da empresa Prospectiva (arquitetura, restauro e consultoria), com sede em Florianópolis, ela conta em sua formação a participação em cursos como pós-graduação no Programa de Preservação e Divulgação de Bens Culturais “Preservação Histórica” – Universidade da Virgínia / Charlottesville – Virginia - USA. Também é Especialista em Gestão do Patrimônio Cultural Integrado ao Planejamento Urbano da América Latina pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Entre os cargos públicos, foi arquiteta na Fundação Catarinense de Cultura - FCC - Unidade de Patrimônio Cultural do Governo do Estado de Santa Catarina - Florianópolis - SC. Gerente de Patrimônio Arquitetônico e Paisagístico e Diretora de Patrimônio Cultural na Fundação Catarinense de Cultura, no Governo do Estado de Santa Catarina. No Governo Federal, foi Chefe da Divisão Técnica / 11ª Superintendência Regional do IPHAN (Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). É membro do “Comitê Brasileiro do ICOMOS"- International Council of Monuments and Sites.

Entre os muitos projetos de restauração que participou em Florianópolis, estão: Mercado Público Municipal, Antiga Alfândega, Forte Santana, Fortaleza de São José da Ponta Grossa, Fortaleza de Santo Antônio de Ratones, Antiga Casa de Hercílio Luz, Casa Bocaiúva – Sede do MPSC, Bistrô Delícias Portuguesas e Casa Osvaldo Cabral.

335 visualizações
CÍRCULO ÍTALO-BRASILEIRO DE SANTA CATARINA

 Xv de Novembro, 340. Florianópolis/SC.

CNPJ: 79.006.805/0001-00

Email: contato.cibsc@gmail.com

Telefone | Whatsapp: (48) 3223-2352

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube -

© 2019 por Tiago Bonin  | CIB/SC